• Esporte 27/03/17 | 08:38:08
  • Juventude é Campeão Invicto da Copa Arroio Trinta de Futebol
  • Tabajara de Tangará ficou na 4ª colocação
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: La Pelota
  • Foto: La Pelota

Após aproximadamente 45 dias de disputas, encerrou no domingo, 26 de Março, no Estádio Municipal Vergínio Biava, com a presença de um bom público, a 1ª edição da Copa Arroio Trinta de Futebol - Taça ACIAT. Doze equipes de nove municípios participaram da disputa. Noventa e quatro gols foram marcados, em vinte e quatro jogos (média de 3,91 gols por partida).

Real Rocha/Jumupel (Pinheiro Preto) 2 x 1 Tabajara (Tangará)

No primeiro jogo da tarde, em duelo válido pela decisão do 3º lugar, o Real Rocha de Pinheiro Preto venceu de virada o Tabajara e ficou com a terceira colocação do certame. Jogo ficou marcado pelo número excessivo de faltas.

O zagueiro Alisson do Tabajara abriu a contagem com gol de cabeça, aos 45 minutos da primeira etapa.

Após a expulsão do volante Willian Negão por volta dos 15 minutos da etapa complementar, a equipe pinheiropretense cresceu na partida e virou o jogo, com gols de Ronaldo aos 21 minutos.

Depois, arremate de fora da área e de Rafa, em cobrança de pênalti aos 33 minutos do segundo tempo. 


Real Rocha/Jumupel de Pinheiro Preto ficou com a 3ª colocação

FEC (Fraiburgo) 1 (2) x 1 (4) Juventude/Quiosque Testolin (Videira)

No jogo de fundo, válido pela grande final do certame, um jogo equilibrado que só foi decidido nos pênaltis. Até os 10 minutos de jogo, equipes pouco se arriscaram no comando de ataque.

A primeira chance clara de gol, aconteceu aos 12 minutos, após cobrança de falta de Adriano Vian, a bola sobrou na entrada da área, nos pés do artilheiro Kikinho que acertou um potente chute, para abrir 1 a 0 no placar. Após o gol sofrido, a equipe do FEC, buscou mais o gol, tinha mais posse de bola, porém não conseguia furar a defesa da equipe da comunidade do Rio Tigre, de Videira.

Aos 40 minutos, eis que surge o gol de empate, após belo cruzamento de Kojo, pela ponta canhota, Emerson Bruch antecipou a zaga e testou para o fundo das redes do goleiro Careca (1 a 1). Na sequência, o futebol fraiburguense teve a chance de virar a partida, nos pés do meio campista Roni, que acabou chutando fraco para a defesa do goleiro Careca.

Na volta do intervalo, Fraiburgo seguiu com mais volume de jogo. A grande chance do segundo tempo, esteve nos pés do jovem Lucas, que chutou no canto esquerdo, para linda defesa do goleiro Careca. A partir dos 30 minutos, observou-se que equipe do Fraiburgo "estava mais inteira fisicamente na partida", porém não conseguiu mais criar chances reais de gol. O Juventude por sua vez, apostava nos contra ataques, porém ninguém mais balançou as redes.

O resultado levou a decisão para os pênaltis. Kojo abriu a série para Fraiburgo e parou nas mãos do goleiro Careca. Alemão converteu para o Juventude. Ailson Carreiro do FEC chutou para fora. Kikinho converteu para o Juventude. Rodrigão (FEC), Nino (Juventude), e Roni (FEC) converteram. Nos pés de Fabinho esteve a última cobrança. O seu gol garantiu o título para a equipe do Juventude/Quiosque Testolin de Videira.


FEC/Fraiburgo ficou com o vice campeonato, sem perde nenhum jogo

comentários