• Geral 12/06/18 | 08:30:11
  • Liberação para jogos do Brasil na Copa devem ser negociadas
  • Pela lei empresas não são obrigadas a liberarem os funcionários
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Central de Notícias da RBV
  • Foto: Imagem ilustrativa/Google

Os dias de jogos do Brasil na Copa não serão feriados. A liberação dos funcionários durante o expediente nestas datas, dependente exclusivamente da negociação da empresa com os funcionários, como explica o diretor da Secretaria da Vara do Trabalho, Nilson Feliciano de Araújo.

Na primeira fase, dois jogos do Brasil ocorrem em horários tradicionais de expediente. O segundo jogo dia 22 de junho, será às 9h de uma sexta-feira e o terceiro dia 27, às 15 horas de uma quarta-feira.

Araújo destaca que as empresas podem negociar a liberação, mediante a compensação de horas ou até mesmo ter um espaço para assistir os jogos na empresa. 

Caso a seleção brasileira siga em frente, é possível que outros dois ou três jogos, os quais dependem da classificação na tabela também ocorram em horário comercial.

 

Bancos terão horários reduzidos em duas horas

Os bancos vão reduzir seu horário de atendimento em duas horas durante os dias de jogos do Brasil na Copa. As agências permanecerão abertas por quatro horas o expediente varia de acordo com o horário da partida de futebol.

Quando a partida ocorrer às 9 horas, no horário oficial de Brasília, o atendimento ao público será das 13 às 17 horas.

Quando os jogos forem realizados às 11 horas, as agências abrirão das 8h30 às 10h30 e voltam a atender a partir das 14 horas até as 16 horas. Nos dias em que as partidas acontecerem às 15 horas, o atendimento será realizado das 9 às 13 horas.

Ao todo, o Brasil entrará em campo até sete vezes, se chegar às semifinais, sendo que só duas partidas com certeza acontecerão em fins de semana

comentários