• Saúde 13/03/18 | 12:13:55
  • Ministério quer vacinar 10 milhões de crianças e jovens contra HPV
  • Campanha foi lançada
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: G1
  • Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde espera vacinar 10 milhões de jovens contra o vírus HPV neste ano -- o que corresponde a 80% da população-alvo. A campanha, lançada na manhã desta terça-feira (13), foi lançada após a divulgação de um estudo que revelou que a prevalência do papilomavírus humano ultrapassa os 50% no Brasil.

Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, a ideia da campanha é aumentar o número de jovens vacinados. A faixa de vacinação para o HPV se mantém entre 9 e 14 anos para as meninas. Para os meninos, a idade recomendada é de 11 a 14 anos.

Além do HPV, a campanha incluirá o reforço da vacinação contra a meningite C. A primeira dose é geralmente aplicada até os 4 anos de idade. O Ministério da Saúde calcula que essa forma da doença é a mais prevalente entre as meningites bacterianas.

Assim como no caso do HPV, a campanha da vacinação contra a meningite focará nos pré-adolescentes: meninos de 11 a 14 anos e meninas de 12 e 13 anos.

Ricardo Barros reconheceu, em entrevista coletiva, que falta aproximar os jovens dos postos de vacinação para que as metas sejam alcançadas. "Dificilmente a gente consegue levá-los [os jovens] à unidade de saúde", ponderou Barros.

Ao todo, Ministério da Saúde vai gastar R$ 506,6 milhões para adquirir 14 milhões de vacinas contra o HPV e 493 milhões para a compra de 15 milhões de doses contra a meningite C.

O ministério também espera reforçar o papel das prefeituras durante as campanhas. Por isso, a a ideia da pasta é concentrar a campanha nas escolas, afirma o presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Mauro Junqueira. "Os gestores municipais devem trabalhar com os diretores durante o ano letivo", afirmou.

comentários