• Saúde 14/06/19 | 12:17:19
  • 14 de junho é Dia Mundial do Doador de Sangue
  • Junho Vermelho é o mês dedicado a divulgação do ato
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Jornalismo Tangará AM
  • Foto: Imagem ilustrativa/Google

Buscando homenagear os doadores de sangue e conscientizar os não-doadores sobre a importância deste ato, que é responsável pela salvação de milhares de vida, a OMS - Organização Mundial da Saúde criou o Dia do Doador de Sangue em 2014.

O dia escolhido é uma homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner (14 de junho de 1868 - 26 de junho de 1943), um imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e várias diferenças entre os diversos tipos sanguíneos.

Para muitos a doação de sangue já faz parte da rotina pelo menos uma ou duas vezes ao ano, porém, há pessoas que nunca realizaram doação e tem dúvidas sobre o assunto.

A coletora do Hemosc de Joaçaba, Jeniffer Passarela Menegaz, destaca a importância de fazer a doação e ser um doador regular, pois diariamente muitas pessoas necessitam de transfusões.

Jeniffer ainda cita quais os requisitos para ser um doador. O processo é simples e leva de 30 a 40 minutos ao todo. Os candidatos realizam um cadastro, uma pré-triagem e um questionário e depois passam por uma triagem clínica. Após esse processo, começa a doação, que pode levar de 5 a 10 minutos.

No Brasil são realizadas cerca de 3,4 milhões de doações de sangue por ano e em Santa Catarina são mais de 110 mil. Porém, a necessidade diária do Hemosc para atender todo o estado de Santa Catarina gira em torno de 500 bolsas de sangue ao dia.

Segundo o Ministério da Saúde, apenas 2% da população brasileira tem o hábito de doar sangue, mas o ideal seria que o Brasil chegasse aos 3%.

 

comentários