• Tangará 09/08/18 | 10:43:58
  • Tangará recebe hoje (10) o Ônibus Lilás com atendimentos para mulheres
  • Ônibus Lilás leva orientação para mulheres vítimas de violência
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Rádio Tangará
  • Foto: Divulgação/Ilustrativa

Para atender municípios que não contam com delegacias especializadas para atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica e mulheres de localidades distantes das cidades, o Programa "Mulher: Viver Sem Violência", percorre os municípios com o ônibus lilás, ferramenta que auxilia no enfrentamento a Violência contra a Mulher criado em 2007.

Nesta sexta-feira (10), será a vez do município de Tangará receber a ação das 08h30 às 11h00, na Praça Darci Casagrande. As participantes vão receber atendimento especializado sobre o assunto, e ainda terão a oportunidade de promover testes rápidos da área da saúde.

Já no período da tarde, das 14h00 às 16h30, acontece no Centro Múltiplo Uso, palestras alusivas ao tema, atendimento individualizado e atividades físicas.

As ações serão realizadas por meio de uma colaboração entre Secretaria Municipal de Saúde, Assistência Social e Habitação, Secretaria de Educação, Sindicato Rural, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Polícia Militar, EPAGRI, Poder Judiciário da Comarca de Tangará e Conselho Tutelar.

O ÔNIBUS LILÁS
O veículo é preparado para transitar em áreas rurais e conta com equipes treinadas para orientar sobre os direitos da mulher e violência doméstica, bem como divulgar os serviços públicos existentes para proteção social. O ônibus está dividido em salas para garantir um atendimento privativo e humanizado, para quem desejar conversar de forma mais discreta.

O ônibus lilás faz parte do Pacto Nacional pelo Enfrentamento a Violência contra a Mulher criado em 2007 pelo Governo Federal e ampliado com a criação do Programa "Mulher: Viver Sem Violência" em 2013.

É uma ação complementar, que conta com a parceria com os governos estaduais e prefeituras, para atender mulheres que necessitam de apoio, já que o intuito do ônibus é buscar a aproximação com quem vive em cidades menores. A proposta é oferecer, principalmente, o acesso das mulheres que vivem no campo, na floresta, nas águas e quilombolas, informações sobre os serviços da Rede de Atendimento à Mulher em situação de Violência.

comentários